1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

Você é muito esquecido? Isso ajuda a tomar boas decisões

Você já parou para pensar porque não conseguimos lembrar de quando aprendemos a andar ou falar, mas ao mesmo tempo conseguimos gravar senhas e responsabilidades atuais? Esse é um comportamento comum do nosso cérebro, que trabalha focando no que é mais novo.

Então, pesquisadores da Universidade de Toronto, no Canadá, quiseram entender como esse movimento influenciava em nossa capacidade de tomar decisões e manter o foco, priorizando o que é mais importante no momento.

Com isso, o estudo apontou que o cérebro usa a memória não para armazenar lembranças, mas sim para fazer boas decisões. ?Se seu cérebro se manter constantemente trazendo memórias conflitantes, tornará mais difícil para você fazer uma decisão mais racional?, explica o pesquisador Blake Richards, um dos líderes do estudo.

Imagine só se conseguíssemos nos lembrar de tudo em nossa vida. Isso tornaria a tomada de decisões algo muito mais complicado. O cérebro atua de forma a tornar as decisões mais simples o possível e isso acontece graças às memórias, mantidas apenas as necessárias. Esse exercício acaba facilitando o nosso dia a dia, otimizando a tomada de decisões e ajudando a lidar com experiências inéditas.

Essa ação do cérebro também contribui para a forma como nos adaptamos à novos ambientes. Atividades dinâmicas, como a de um vendedor, exigem menos do cérebro para armazenar nomes de pessoas que ele vê esporadicamente. Já um ambiente de trabalho no escritório, com uma equipe que você lida diariamente faz com o que cérebro entenda que é necessário guardar aqueles nomes, pois isso facilitará as ações cotidianas.

Dessa forma, tudo o que é pontual tem grandes chances de ser esquecido rapidamente pelo seu cérebro, ao contrário do que as memórias julgarem como importante na rotina. Estes sim serão armazenados para consultas futuras.

News Letter

Cadastre-se para receber nossos informativos.
Go to Top